Vou ser breve pois já é bem tarde...
Finalmente tomei vergonha na cara e terminei a "Fanfic" de Salazar Slytherin, o fundador escolhido por vocês, caros leitores, na enquete ali ao lado!
Eu espero, como sempre, que gostem!
E de verdade agora, tentarei ao máximo estar presente aqui com vocês assiduamente!
Boa leitura para todos, e desculpe a demora!
Beijos e HASTA! o/

Desta vez com vocês... SalazaSlytherin, fundador da casa Sonserina!





Sou Salazar Slytherin, mais conhecido como "O Astuto Slytherin dos Brejas".Eu nasci dia 5 de Fevereiro há mais de mil anos atrás em Norfolk, uma região de terreno pantanoso, habitado por aves aquáticas, anfíbios e cobras e é daí que vem a razão pela qual eu e minha família temos o raro dom de falar a língua das cobras e eu, por sinal, sou um dos primeiros Ofidioglotas que se tem registro.
Bom, eu era um garoto gentil, dependente da minha mãe, Sezera Slytherin, nos meus primeiros anos, mas os tempos tornaram-se duros para os bruxos e minha mãe foi procurada pelos trouxas para lhe fazer mal. Então ela achou melhor me deixar com uma família de trouxas no intuíto de me esconder e fugiu. Durante algum tempo, ela de vez em quando aparecia na calada da noite para me ver, mas alguns anos depois os trouxas mataram-na como planejavam e desde então eu odeio esses sangues-ruins.
Após sua morte eu fugi da tal cidade em que ela tinha me deixado, pois ali não havia nada que me pretendesse nem que eu gostasse! Fui em busca da educação como um bruxo e finalmente eu me encontrei em Hogsmeade. Lá trabalhei na padaria de Kuhrin Lesbith em forma de pagamento pela minha educação; Ela me ensinou tudo o que sabia e por isso tentei ser útil.
E mesmo eu começando à achar que ela era mandona demais, tentando agir como uma professora, sendo apenas três anos mais velha que eu, lentamente nos tornamos amigos e eu aceitei o fato de que Kuhrin estava fazendo tudo aquilo apenas para me ajudar, e mas tarde, já quase não nos viamos mais, pois aprendi à andar com meus próprios pés por aí à fora.
Viajei bastante em busca de mais saber e em uma dessas viagens conheci minha Meiga Hufflepuff das Planícies em uma ilha recém-construíada, invisível aos olhos dos trouxas, chamada Nocho. E por mais que ela tivesse uma ideologia completamente oposta à minha, não pude deixar de me apaixonar pelos lindos cabelos castanhos e sua pele macia e branca como a neve, porém corada nas bochechas e nos lábios.
Lá com ela, começei a descobrir novos feitiços e poções, ganhando fama a partir deles e me tornando um bruxo de astúcia. Decorrente dos ensinamentos da minha amiga Kuhrin e da minha doce Helga, eu segui me qualificando melhor em Ligilimência.
Em um de meus passeios por Nocho, para mais aprendizado e pesquisa, conheci Godric Gryffindor; Nos encontramos por acaso em um restaurante popular da pequena ilha, e nos tornamos muito amigos à principio. Nós conversamos por dias e chegamos à um acordo... criar uma escola para bruxos! Logo escolhemos o seu nome, se chamaria, Hogwarts, e imediatamente convidei minha querida Helga Hufflepuff e Godric chamou sua amiga das Ravinas, Rowena Rawenclaw, uma bela moça de pele branca também, cabelos negros como a noite e os olhos azuis como o um dia ensolarado.Logo de imediato, por motivos bem óbvios, decidi fazer o símbolo de minha casa, uma cobra.
Mas nessa época, eu ainda acreditava que os trouxas mereciam ser odiados e que os alunos nascidos trouxas eram indignos de confiança, mesmo sabendo que minha amada não era de total acordo comigo. Por isso me tornei bastante seletivo; Apenas aqueles bruxos puro-sangue, os que eu acreditava que eram realmente dignos de estudar em minha escola, aqueles que tinham a minha mesma capacidade de falar a língua das cobras, que tinham desenvoltura, determinação, ambição e astúcia, é que eram bem vindos em minha casa comunal.
E agora, não é com tanto orgulho que confesso, que foi desde então que começou o preconceito contra trouxas, nascidos-trouxas e mestiços, que aparentemente fui eu quem criou.
Bom, segundo o Chapéu Seletor, sou descrito com fome de poder e quem entra em minha casa: “Será a sua casa. E ali estará seus verdadeiros amigos, homens de astúcia que usam quaisquer meios para atingir os fins que antes colimaram.” Adoro aquele Chapéu!
E por ninguém concordar comigo, em relação aos trouxas, começei à sentir o mundo inteiro virando sobre mim. E foi aí que fiz a primeira coisa da qual me arrependo; Decidi ignorar minha amada, Rowena e Godric, e congelei o meu coração com a raiva e a ganância. Briguei com Godric, por outros motivos, porém o estopim foi aí. Deixei a escola um tempo depois, mas antes de fugir, construi uma Câmara Secreta com dois atalhos secreto, um em meu retrato entre as masmorras e o Hall da sala que havia ao lado com a seguinte senha: "Pavor Mortal" e outra na pia do banheiro feminino, onde havia uma torneira personalizada com uma cobra por mim. Lá guardei um monstro que apenas meu herdeiro poderia controlar, e esse herdeiro teria o poder de expulsar da escola todos aqueles, que eu um dia também achei indignos de estudar magia. Fiz isso por puro egoísmo e vingança mesmo. Godric já vinha me irritando à meses, se insinuando para Helga e eu já não aturava mais ele acolhendo trouxas em nossa escola. Mestiço é uma coisa, mas trouxa por completo é outra!
Mas antes de congelar meu coração para sempre, dei de presente para minha amada meu valioso medalhão de ouro, como prova de meu amor por ela, para que ela nunca esquecesse o quanto à amei.
E pensando nela e até mesmo em meus amigos, resolvi desaparecer na noite, para nunca mais ser visto ou ouvido de novo e não criar mais problemas.
A última pessoa à me ver foi minha querida Helga. Ela me viu andando apressadamente em direção à Floresta Proibida, e por um instante paralisei com sua presença, mas já estava decidido e continuei à adentrar a floresta. E durante anos vaguei em torno do castelo, nas cavernas de algumas montanhas encontradas ali pela região e de vez em quando, voltava à aparecer, porém, somente para ela.

Grato, Salazar Slytherin, o Astuto dos Brejas.


E então galerinha, o que acharam dessa?
Por favor, leiam e deixem seus comentários, eles são essências e mega importantes para minha pessoa!
Obrigada pela visita e voltem sempre!
Ah, e desculpa qualquer erro, a hora não deixa eu pensar muito bem! rs
Beijos a todos! :*
HASTA! o/

P.S.: Nova enquete no Blog! Votem por favor! (:


7 Comentários

  1. Realmente amiga, foi uma fic ótima, obrigada pelas ideias que vc me deu para continuar meu livro....
    Tenho uma fic nova no meu blog tbm e agora irei postar todos os sabados se possivel....
    Espero que veja e comente a minha também....
    Q saudades em minha amada amiga....
    Bjus ENORMES...
    Jennynha Carvalho.

    ResponderExcluir
  2. Ótima FIC Mahy, esperando por novas postagens e torcendo por ser Rowena Ravenclaw.

    ResponderExcluir
  3. LOOL Muito linda Mahy, amei *-----------*

    ResponderExcluir
  4. Obrigada meus amores! É muito importante pra mim que vocês participem!!! :a
    Tenham uma ótima semana, e esperem... Logo volto com mais uma BiograFIC e muitas outras novidades! :h

    Beijões à todos e HASTA! :g

    ResponderExcluir
  5. Nossa amor que criativa!Ta otima!
    Só falta do Rowena agora!
    Te amoooo, beijos! ;***********:

    ResponderExcluir
  6. adorei, muito bom msm mahy! :n

    ResponderExcluir
  7. IUAHSUIAHSIUAHSIAUHSUIASH...
    Obrigada meus amores!
    Amo todos vocês! :h
    Como já disse, e vou repetir sempre, a visita de vocês é crucial pra mim!
    Podem visitar sempre que quiserem... não se acanhem! UHASUIHASUIHAUISHAUISHAUISHA ;d

    Beijos e HASTA!! :g

    ResponderExcluir